1

Apendicectomia

É a remoção cirúrgica de um apêndice inflamado ou infeccionado (apendicite). O apêndice é uma pequena bolsa de tecido intestinal em formato de dedo localizado entre o intestino delgado (ceco) e o intestino grosso (cólon). Se o apêndice estiver infeccionado (apendicite), deve ser removido cirurgicamente, (apendicectomia de urgência) antes que apareça um buraco no apêndice (perfuração) e a infecção se espalhe para o espaço abdominal inteiro (peritonite). Os sintomas da apendicite aguda incluem dor abdominal no lado inferior direito, febre (temperatura elevada), diminuição do apetite (anorexia) e náusea, vômitos.

O exame médico consiste de examinação da sensibilidade e rigidez do abdome, do reto para verificar sensibilidade e aumento do volume do apêndice e de sangue para verificar o aumento dos glóbulos brancos (GB). Não existe exame para confirmar a apendicite e os sintomas podem ser causados por outras doenças. O médico deve diagnosticar a partir das informações do paciente e pela observação. Mesmo que a cirurgia não encontre o apêndice infeccionado (o que pode acontecer em até 25% dos casos) o médico irá verificar os outros órgãos abdominais e remover o apêndice do mesmo jeito.

 

 - Procedimento

A cirurgia é realizada enquanto o paciente está em sono profundo (anestesia geral). Uma pequena incisão é feita na parte inferior direita do abdome e o apêndice é removido. Se um foco de infecção (abscesso) se formou ou se o apêndice estiver rompido, o abdome será inteiro lavado durante a cirurgia e um pequeno tubo será deixado para ajudar a drenar os líquidos e o pus. O procedimento é indicado nos casos de infecção ou inflamação do apêndice (apendicite aguda).

FIG: incisão na lateral inferior direita do abdome para a remoção do apêndice.

FIG 4 – Remoção do apêndice

FIG 5 – Localização e retirada do apêndice

 

 - Expectativas após a cirurgia:

Geralmente, a recuperação de uma apendicectomia é completa e rápida. Se o apêndice desenvolveu abscesso ou se rompeu, a recuperação será lenta e mais complicada, exigindo o uso de medicamentos para tratamento da infecção (antibióticos).

Viver sem o apêndice não causa nenhum problema de saúde.

 

 - Convalescença:

O período de convalescença é geralmente curto, e muitos pacientes deixam o hospital dentro de 1 a 3 dias após a operação. As atividades normais podem ser retomadas dentro de 1 a 3 semanas após deixar o hospital.

 

 - Riscos

Os riscos de qualquer anestesia são as reações aos medicamentos e problemas respiratórios. Os riscos de qualquer cirurgia são sangramento e infecção. Outros riscos para a apendicectomia que ocorre com uma apendicite perfurada estão relacionados ao período de permanência no hospital mais prolongado e tratamento com antibióticos.

 

 - Precaução

Nos Estados Unidos anualmente ocorrem mortes por apendicite aguda sem tratamento. Se a pessoa tiver os sintomas de apendicite (dor na parte inferior direita do abdome, febre, perda do apetite, náusea, vômitos), não use almofadas aquecidas, enemas, laxantes ou outros tratamentos caseiros. A orientação é que se procure imediatamente tratamento médico de emergência (seu médico ou o pronto-socorro).